Foto de pessoa com dermatite atópica

Dermatite Atópica

10 a 20%
das crianças sofrem de DA em todo o mundo
1 a 3%
dos adultos são afetados pela DA mundialmente
4,4%
da população europeia vive com DA
2,7 dias
média de absentismo anual devido à DA mundialmente
73%
dos doentes nacionais sentem impacto da DA na QdV


 O que é a Dermatite Atópica?

A Dermatite Atópica é uma doença inflamatória crónica da pele. Os principais efeitos visíveis são a vermelhidão, edema (inchaço), prurido (comichão), pele seca, fissuras, lesões descamativas, crostas e exsudação. Estão também frequentemente associados vários efeitos ao nível emocional, como sentimentos de impotência e frustração, ansiedade e depressão.

Qual a sua causa?

Esta é uma doença complexa, multifatorial, que se desenvolve habitualmente durante a infância, cujos mecanismos ainda estão por conhecer. Sabe-se que é uma patologia crónica, imunomediada, sem cura, e que resulta da interação de vários fatores genéticos, imunológicos e ambientais, levando a uma disfunção da barreira de pele e desregulação do sistema imunológico.

Quais os sintomas?

A dermatite atópica é muito mais do que uma doença de pele.
A pele de aspeto aparentemente saudável e normal pode apresentar uma inflamação ativa sob a superfície, uma inflamação subjacente. Nas exacerbações, a inflamação latente, torna-se visível na superfície da pele.

O sintoma mais frequente é a pele seca com prurido. Outros sintomas incluem:
- eritema ou vermelhidão
- exsudação
- inflamação
- descamação
- pele espessa

Estes sintomas impactam de modo importante a qualidade de vida das pessoas com dermatite atópica.

Qual a sua história natural?

A Dermatite Atópica surge habitualmente em crianças, mas a história natural desta patologia é variável, podendo a mesma surgir em várias idades e apresentar diversos graus de gravidade.

Apesar de a doença poder desaparecer com a puberdade, estima-se que aproximadamente 30% das crianças afetadas continuam a sofrer com a doença em adultos. Por outro lado, é sabido que 15% a 30% dos adultos diagnosticados viram a doença surgir somente na idade adulta.

Foto de mulher com dermatite atópica

Graus de Gravidade

Ligeira – caraterizada por áreas de pele seca, comichão pouco frequente, com ou sem pequenas áreas de vermelhidão.

Moderada – definida por áreas de pele seca, comichão frequente, e vermelhidão com ou sem pele gretada ou espessamento localizado da pele.

Grave – identificada por áreas extensas de pele seca, comichão incessante, e vermelhidão com ou sem pele gretada, espessamento da pele em áreas mais extensas, sangramento, exsudação, fissuras e alteração da pigmentação.

 

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico é baseado exclusivamente em características clínicas. Embora existam guidelines (diagnóstico, classificação da gravidade e terapêutica) para a Dermatite Atópica, nem sempre estas são utilizadas pelos médicos. Os doentes são normalmente seguidos por dermatologistas ou imunoalergologistas.

Quais as comorbilidades associadas?

Adicionalmente aos sintomas físicos e psicológicos, 72% das pessoas que vivem com esta doença - no estado moderado a grave -, apresentam outras patologias (comorbilidades) associadas ao processo de inflamação subjacente, que afetam a sua saúde geral, nomeadamente:

Asma;
Rinossinusite crónica com Polipose Nasal;
Rinite alérgica;
Conjuntivite alérgica;
Alergias alimentares;
Complicações cardiovasculares.


Qual o impacto psicossocial, económico e na sociedade?

A juntar aos sintomas físicos característicos da doença, as pessoas que sofrem de Dermatite Atópica experimentam uma diminuição significativa da sua qualidade de vida e um impacto psicossocial enorme, com vários efeitos ao nível emocional e autoestima.

Esta patologia, quando não devidamente controlada, pode afetar igualmente o ambiente envolvente, influenciando a performance e a qualidade de vida da pessoa que sofre com Dermatite Atópica na sociedade.

É sabido que os distúrbios de sono – frequentes nesta doença - podem levar a fadiga e prejudicar o dia a dia, incluindo a sua performance no trabalho, ou provocar mesmo absentismo laboral.

O desempenho escolar das crianças também pode ser afetado, resultando em faltas escolares e lacunas no desenvolvimento do processo de aprendizagem.

Por outro lado, a gestão da Dermatite Atópica não controlada representa um fardo socioeconómico para os doentes, as suas famílias e a sociedade. À medida que gravidade da doença aumenta, aumentam os encargos financeiros para as famílias, sociedade e sistema de saúde.

QR Code da App EASI SCORAD

App EASI SCORAD

Utilize o QR Code para descarregar a aplicação EASI SCORAD para medir a extensão e a gravidade da sua dermatite atópica.

Redes sociais DA Portugal

Instagram
Facebook

Da Garra à Tua Vida

www.dagarraatuavida.pt

Referências

1. IQVIA | Sanofi | Project "Nostradamus" | Final Report | March 2018
2. Relatório “Dermatite Atópica em Portugal”, 2020, Nova IMS
3. ADERMAP – Associação Dermatite Atópica Portugal
4. “Investigating International Time Trends in the Incidence and Prevalence of Atopic Eczema 1990–2010: A Systematic Review of Epidemiological Studies“, Deckers et al, 2012 Plos One
5. Epi AWARE 2016; “Guidelines of care for the management of atopic dermatitis”, American Academy of Dermatology (AAD) guidelines, 2013

Este site usa cookies para guardar informação no seu computador. Alguns cookies neste site são essenciais, pois permitem melhorar o desempenho e a experiência de navegação do utilizador, aumentando a rapuidez e a eficiência de resposta. Para saber mais sobre os cookies e os seus benefícios, por favor consulte a nossa política de cookies

Ao fechar esta mensagem ou ao navegar no website, está a concordar com a nossa utilização de cookies neste dispositivo, de acordo com a nossa política de cookies, a não ser que os tenha desactivado.

Para saber mais
OK