Gripe e Vacinómetro™

O que é o Vacinómetro®

Lançado em 2009 em Portugal, o Vacinómetro® é um projeto da Sociedade Portuguesa de Pneumologia (SPP) e da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar (APMGF), com o apoio da Sanofi, e que permite monitorizar em tempo real, a taxa de cobertura da vacinação contra a gripe em grupos prioritários recomendados pela Direção-Geral da Saúde (DGS). 

Monitorização dos resultados das últimas edições do Vacinómetro®

2016/2017 2017/2018 2018/2019 2019/2020 2020/2021 
65 anos ou mais (Nr. Indivíduos) 67,60% 61,20% 65,90% 76%
(1.544.781)
74,6% 
60-64 anos (Nr. Indivíduos) 41,40% 31,80% 37,30% 43,2%
(279.540)
40,9% 
Indivíduos Portadores de Doença Crónica 59,60% 50% 55,80% 72% 74,4% 
Profissionais de Saúde com Contacto com Doentes 59,10% 54,80% 52% 58,90% 62,9% 
 Grávidas  --- ---  ---   ---  53,6%

 

Informação sobre a época 2020/2021

Os dados do relatório final do último Vacinómetro® revelam que Portugal ficou ligeiramente abaixo da meta de 75% da taxa de vacinação proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Houve um registo de 74.6% na cobertura vacinal das pessoas com 65 anos ou mais, existindo assim uma redução de 1.8% face à época gripal anterior.
 
Por outro lado, houve um aumento na cobertura vacinal dos profissionais de saúde que têm contacto direto com doentes (62.9%), tal como nas pessoas com doenças crónicas (74.4%).

Relativamente às grávidas, este grupo teve mais do dobro da cobertura vacinal (53.6%) comparativamente com os registos do ano passado (23.5%). 

A região Norte, tal como aconteceu na época gripal anterior, foi a que apresentou uma maior taxa de vacinação, com 68.6%, segundo os resultados do Vacinómetro®. Já no outro extremo, o Algarve continua a ser a zona do país com menor população vacinada (49.3%).

Apesar de não ter sido cumprida a meta da taxa de vacinação da OMS, para pessoas com mais de 65 anos, houve um aumento do registo de vacinação dos profissionais de saúde que têm contacto direto com doentes e das pessoas com doença crónica, sendo estas um grupo de risco para infeções virais como a gripe.
Também o grupo de vacinação das grávidas superou as expectativas e o mesmo teve mais do dobro dos registos de vacinas comparativamente com dados do ano anterior.

Dados retirados do último Vacinómetro® época 2020-2021.

Benefícios sobre a vacina da Gripe

A vacinação contra a gripe é a principal medida de prevenção contra a gripe e tem como objetivo proteger as pessoas mais vulneráveis, prevenindo a doença e as suas complicações.

A vacinação inicia-se em Outubro e deve ser feita preferencialmente até ao fim do ano. A vacina pode ser administrada durante todo o outono e inverno.

A vacinação contra a gripe é fortemente recomendada a:

- Pessoas com idade igual ou superior a 65 anos;
- Doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade);
- Grávidas;
- Profissionais de saúde e outros prestadores de cuidados (ex.: lares de idosos).
- Aconselha-se também a vacinação às pessoas com idade entre os 60 e os 64 anos.

A vacina está disponível, gratuitamente, nos centros de saúde para alguns dos grupos de risco. As pessoas não abrangidas pela vacinação gratuita podem adquirir a vacina nas farmácias, sob prescrição médica, beneficiando de comparticipação de 37%.

 

Dados do Serviço Nacional de Saúde. Disponível em (online): https://www.dgs.pt/saude-publica1/gripe.aspx



Vacinómetro®

Este site usa cookies para guardar informação no seu computador. Alguns cookies neste site são essenciais, pois permitem melhorar o desempenho e a experiência de navegação do utilizador, aumentando a rapuidez e a eficiência de resposta. Para saber mais sobre os cookies e os seus benefícios, por favor consulte a nossa política de cookies

Ao fechar esta mensagem ou ao navegar no website, está a concordar com a nossa utilização de cookies neste dispositivo, de acordo com a nossa política de cookies, a não ser que os tenha desactivado.

Para saber mais
OK